Os Segredos das Zonas Azuis: série da Netflix investiga a longevidade pelo mundo

Recentemente, uma nova série na Netflix tem chamado a atenção de muitos espectadores ao redor do mundo, a série documental Como Viver até os 100: Os Segredos das Zonas Azuis. Apresentada pelo escritor e jornalista Dan Buettner, o programa investiga as áreas conhecidas como “zonas azuis”, lugares que se destacam por suas populações centenárias.

Mas o que são essas zonas? Elas são regiões geográficas onde as taxas de longevidade são significativamente maiores do que em outras áreas. O termo foi criado por um grupo de cientistas e demógrafos que, em pesquisas publicadas no início dos anos 2000, constataram que em certos lugares do planeta, as pessoas vivem mais, ultrapassando a marca de 100 anos. A série explora as razões por trás dessa incrível longevidade e revela que não se trata apenas de genética.

Amante e praticante de ciclismo desde jovem, Buettnet entrevista não só os pesquisadores dedicados a estudar os fatores da longevidade, mas também os moradores desses lugares. Ao longo de 4 episódios podemos perceber que nessas zonas azuis as pessoas costumam compartilhar variados hábitos de vida saudáveis, como alimentação balanceada, prática regular de exercícios e forte senso de comunidade. Além disso, elas geralmente têm menos estresse e uma abordagem mais tranquila para a vida.

O programa visita lugares como Okinawa, no Japão, Loma Linda, na Califórnia, Nicoya, na Costa Rica, e Sardenha, na Itália, lugares extremamente distantes entre si, mas coincidentemente próximos em diversas semelhanças. Ao destacar as práticas e mentalidades praticadas ali, a série pode inspirar todos nós a viver vidas saudáveis e, consequentemente, mais longas.

Então, se você está buscando inspiração para melhorar sua saúde e longevidade, Os Segredos das Zonas Azuis é uma série que vale a pena conferir. Além de contar com uma narrativa leve, divertida e curiosa, ela oferece dicas valiosas sobre como podemos adotar hábitos saudáveis em nossas vidas cotidianas. Afinal, todos desejamos uma vida longa e cheia de saúde, não é mesmo?