Quais os principais golpes cibernéticos contra idosos e como evitá-los?

A tecnologia está cada vez mais presente na rotina de todos, trazendo praticidade e facilidades no dia a dia. No entanto, essa mesma tecnologia pode causar prejuízos significativos, especialmente para aqueles que não estão familiarizados com seu uso, como muitos idosos. Pensando nisso, listamos os cinco golpes cibernéticos mais recorrentes entre idosos e dicas sobre como evitá-los.

1)Phishing: Este golpe envolve o envio de e-mails ou mensagens que parecem ser de fontes confiáveis, como bancos ou instituições governamentais. Essas mensagens geralmente contêm links que direcionam a vítima para sites falsos, onde são solicitadas informações pessoais. Para se proteger, é essencial não clicar em links suspeitos e sempre verificar a autenticidade do remetente diretamente com a instituição em questão.

2)Golpe do suporte técnico: Neste caso, o golpista finge ser um técnico de uma empresa de tecnologia renomada, como a Microsoft, e alega que há um problema no computador da vítima. A intenção é convencer o idoso a fornecer acesso remoto ao seu computador ou a pagar por um serviço desnecessário. Para evitar este golpe, nunca se deve permitir o acesso remoto de desconhecidos e sempre verificar diretamente com a empresa por meio de seus canais oficiais.

3)Fraude do prêmio ou loteria: Os idosos recebem notificações afirmando que ganharam um prêmio ou loteria, mas para receber o valor, precisam pagar uma taxa antecipada. Este é um golpe clássico que explora a ganância e a esperança. A melhor defesa é desconfiar de qualquer prêmio ou loteria para o qual não tenha participado e nunca pagar taxas antecipadas.

4)Golpe do neto em apuros: Este golpe emocional envolve um suposto neto ou parente em apuros que liga pedindo dinheiro urgente para resolver um problema, como fiança ou hospitalização. Para se proteger, é crucial confirmar a veracidade da situação entrando em contato diretamente com outros familiares antes de tomar qualquer ação.

5)Roubo de identidade: Os criminosos obtêm informações pessoais dos idosos e as utilizam para abrir contas bancárias, solicitar cartões de crédito ou cometer outros crimes. Para evitar este golpe, deve-se ter cuidado ao compartilhar informações pessoais online e utilizar senhas fortes e únicas para cada conta.

Além desses golpes específicos, outras dicas de segurança são essenciais para proteger os idosos no ambiente digital. É importante manter o software de segurança sempre atualizado, utilizar senhas fortes e diferentes para cada serviço, e evitar compartilhar informações pessoais em redes sociais. Educar os idosos sobre os riscos e as estratégias de prevenção é fundamental para garantir que possam aproveitar as vantagens da tecnologia sem cair em armadilhas cibernéticas.